Conexão Total: principais soft skills na área de tecnologia

Por Lucas Kazuo, Total IP - Publicado em 21/06/2022 11h28, última atualização em 21/06/2022 11h28

Com uma demanda cada vez maior e colaboradores menos atuantes capacitados para supri-la, o setor da tecnologia tem falta de mão de obra. Ao contrário do pensamento de muitos, a escassez não é somente das hard skills, ou seja, dos saberes como programação e engenharia. A irrelevância dada às soft skills por parte de quem procura emprego na área da informática é também outro grande motivo para a desqualificação.

O que são soft skills?

Palavra vinda do Inglês, ela está relacionada aos conhecimentos intelectuais e subjetivos. Ao contrário das competências objetivas, como graduações e idiomas, se referem ao desenvolvimento mental, sobretudo no raciocínio lógico e emocional.

Também chamada de habilidades comportamentais, ela engloba know-how variados. Por conta disso, o mercado está priorizando colaboradores com características amplas e compatíveis com as companhias. Motivo: houve a percepção da importância desses saberes para a fluidez e bem estar nos serviços. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela CB (CareerBuilder), 77% das empresas participantes concordam na relevância igual entre os talentos tecnológicos e sentimentais. Ademais, segundo o levantamento GTT (Global Talent Trends) do LinkedIn, 80% dos líderes consideram essas características cada vez com maior destaque para o sucesso dos negócios.

As necessidades do mercado na tecnologia

Fernanda Faria, cofundadora e diretora de operações na Reprograma, relata dois índices preocupantes: a falta de mulheres e a grande quantidade de vagas não fechadas na área de TI. “Apesar do aumento em 60% de funcionárias entre 2016-2020, o ramo ainda é composto por 80 homens a cada 100 empregados”, explica Fernanda. 

Razão para essa realidade está na pouca aptidão dos candidatos. Ou seja, existe uma grande quantidade de posições abertas, mas os requisitos delas não são preenchidos. Portanto, certas corporações acabam até contratando quem atende somente as responsabilidades técnicas. A consequência disso: alto índice de turnover.

O turnover e como as soft-skills podem amenizá-lo

Métrica usada para saber a relação entre o número de contratações e o de desligamentos após certo período da admissão, o turnover é uma dor de cabeça tanto para o empregador quanto para o ex-empregado. O desempregado se depara com a sua falta de competência e a organização não solidifica um time.

Conforme Anna Maria Buccino, especialista em psicologia e gerente comercial na editora Vetor, as soft-skills podem ser grandes aliadas para reverter esse fenômeno. Anna esclarece: “a parte técnica é mais fácil de ser desenvolvida se comparado aos valores e metodologias entre empresa e indivíduo”. Em síntese, é melhor ter  o casamento do comportamento e visões dos envolvidos.

A expert em psicologia lista as principais habilidades para a esfera do TI:

  • Comunicação;
  • Curiosidade;
  • Empatia;
  • Escuta ativa;
  • Ética;
  • Flexibilidade;
  • Trabalho em equipe;
  • Liderança.

Finalmente, ao evoluir esse conceito, os concorrentes às vagas obtêm um currículo mais rico e, portanto, mais próspero de ser escolhido. Além disso, as high-techs também se beneficiam. Com pessoas compatíveis com os ideias, a produção é maior e cria-se um ambiente motivado.

Gostou do tema? Veja mais dicas neste vídeo e saiba mais sobre o mundo tecnológico nas matérias do Conexão Total, da TV Total IP.

Sobre a Total IP

Atuante no mercado desde 2005, a Total IP desenvolve softwares com novas soluções para o atendimento de qualidade a clientes via diversas maneiras, seja ela humana ou artificial. Quer saber mais sobre isso e garantir um melhor desempenho? Entre em contato com a equipe comercial e faça parte do futuro! Veja também mais matérias da TV Total IP e nos acompanhe nas redes sociais.

Compartilhe

TV Total IP

Veja também

Newsletter

Newsletter

Cadastre-se para receber

    Enquete

    Quais dessas ferramentas mais auxiliam no home office da sua empresa?