05-06-17 | JRS Comunicação

Precisamos falar sobre telemarketing
Indagações para ter sucesso com as metas

Nos últimos dias, o setor de televendas ganhou destaque na grande imprensa, mas o motivo não foi animador. O Procon de São Paulo notificou 35 empresas por desrespeito à Lei 13.226/08, instituindo o “Cadastro para o Bloqueio do Recebimento de Ligações de Telemarketing”. Quem registra seus dados pessoais no site da entidade, não pode ser incomodado.

É importante frisar: entidades filantrópicas e assessorias de recuperação de crédito não entram no acordo. Regiões do Brasil como Minas Gerais, Santa Catarina, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, entre outros, possuem um procedimento semelhante em seus respectivos programas de defesa dos direitos do consumidor.
Reprodução

Com a evolução das leis, comportamentos e tendências das novas gerações, é necessário repensar o processo de venda por telefone. A própria norma do Procon já demonstra: quantidade de contatos não significa aumento de resultados positivos. E pior: você terá negado o acesso a um possível cliente no futuro!

Baseado na minha experiência como ex-supervisora de uma operação de telemarketing e atual diretora comercial, deixo dicas para utilizar essas indagações a ser favor e ter sucesso com as metas da equipe:

1. Primeiro, fique de olho na legislação! O Procon de cada estado disponibiliza a lista de cadastros de quem não quer receber chamadas. Basta adquiri-la e subir os contatos na black list de seu software de gestão de telefonia.

2. Conheça seu produto e pesquise seu cliente. Quem compra? Em qual horário e época do ano? Por quê? Onde e como? Às vezes, essa mercadoria faria mais sucesso se fosse comercializada por outro meio de comunicação, como e-mail, chat ou SMS, por exemplo.

3. Modifique a estratégia, definindo novos planos de ação e maneiras de trabalhar seu mailing. Parâmetros como o tempo de discagem, ligações simultâneas por evento e pausas para o operador são muito importantes, além da modalidade do discador.

4. Por fim, cuidado! Você pode estar ligando para alguém da Geração Y. Eles não gostam de falar ao telefone. Uma opção é a URA Reversa: ao final de uma mensagem de áudio, oferece a possibilidade para, caso a pessoa tenha interesse, falar com um agente e iniciar o atendimento. O CPC é certeiro, não desperdiçando o tempo dos operadores.
Ariane Abreu é diretora comercial da Total IP / Divulgação

Viu só como é possível contornar uma barreira e melhorar os resultados com pequenas mudanças? Basta ter calma, treinar sua equipe constantemente e usar a melhor tecnologia disponível no mercado. Boa sorte!

(Fonte: JRS Comunicação)

%d blogueiros gostam disto: